• Danielle Laís

A história da CNH no Brasil

Se você finalmente já fez sua CNH ou ainda está atrás da primeira habilitação, deve saber que ela é um dos principais elementos para organizar o trânsito do nosso país, não é mesmo?

Nesse artigo nós vamos te contar como é que surgiu tudo isso e porquê ela é assim tão necessária. Vem com a gente!

A CNH como a gente conhece hoje, foi criada a partir da resolução Nº765 de 1993.

Essa resolução foi feita pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), mas só entrou em prática a partir de 1994. Bem antes disso, entre os anos de 1891 e 1994 o que era utilizado mesmo para liberar a circulação dos motoristas por aí era um documento chamado PGU (Prontuário Geral Único).

Esse documento era basicamente o número do registro da CNH de hoje. O PGU era bem diferente da carteira de motorista que conhecemos hoje em dia, ele não contava com tantas informações como conta atualmente e nem mesmo tinha foto para identificar os motoristas, por isso, eles precisavam apresentar um documento de identificação junto com o PGU! Imagina ter que ficar dirigindo por aí cheio de documentos? Nem pensar né!


Pensando nisso, a CNH entrou em ação, para facilitar a nossa vida e é claro, a vida dos fiscais de trânsito. A criação da Carteira Nacional de Habilitação serviu para deixar a identificação dos motoristas mais fácil, e claro, para evitar a falsificação do documento, algo muito importante para garantir que estejamos seguros passeando pelas ruas.

Utilizando sua CNH, você também pode circular por todo o território nacional! Algo que é claro, deixa a nossa vida muito mais simples para fazer viagens com os amigos e família por todo o Brasil.

Não aguenta mais o transporte público e gastar dinheiro com Uber e quer fazer sua CNH agora mesmo? Existem alguns detalhes que você precisa saber antes de conquistar a sua independência.

A primeira exigência para fazer a sua carteira de habilitação é ser alfabetizado e ter 18 anos completos.

Tudo certo nessa parte? Se sim, é hora de correr para a próxima!

Todo motorista para fazer a CNH precisa ter as instruções de uma auto escola, e assim, concluir todas as aulas teóricas e práticas e também, todos os testes teóricos e práticos do Detran.

Esse processo vai de acordo com a sua disponibilidade e com a disposição das aulas de cada autoescola, mas fica atento aí!

Dependendo da autoescola que você contratar, ela pode ser realizada em apenas 3 meses!


Lembrete importantíssimo para motoristas de primeira viagem!

Existem 5 categorias de habilitação (A, B, C, D e E), mas se você está fazendo ela pela primeira vez você só pode receber a habilitação A, B ou AB!

São muitas categorias e você está confuso e não sabe o que cada uma delas significa? Espera aí que já vamos te explicar.


A categoria “A”, dá para você a liberdade de conduzir veículos motorizados de duas ou três rodas, com ou sem um carro lateral, ou seja, ela libera sua circulação com motos!


Já com a categoria “B”, você se torna um condutor de veículos motorizados, fora os veículos da categoria “A”, que tenha um peso bruto total ou inferior a 3.500 quilos e com, no máximo, oito lugares além do motorista, ou seja, pode sair acelerando seu carro por aí!


A categoria “C”, te proporciona a liberdade de circular pelas ruas com veículos motorizados usados para o transporte de carga, e seu peso bruto deve ser superior a 3.500 quilos, como os caminhões.


Já a habilitação na categoria “D”, deixa você conduzir veículos motorizados usados para transportar passageiros, com lotação superior a oito lugares além de você, motorista. Nessa categoria você pode conduzir ônibus e vans, por exemplo.


Entrando na última, a categoria “E”, você vai conduzir veículos que se enquadrem nas categorias “B”, “C” ou “D” e também, veículos em que a unidade acoplada ou rebocada tenha peso bruto de 6 mil quilos ou mais, ou também, com lotação superior a oito lugares, até mesmo a condução de trailers.


Ficou curioso e quer saber como entrar com o processo e ter essas habilitações? Vem que nós te explicamos!

Na primeira CNH, como já falamos, você tem apenas a possibilidade de fazer a habilitação ”A” e “B”, ou mesmo as duas carteiras de uma vez, e assim, sua habilitação vai ser a “AB”, para carros, e motos.

Mas não se esqueça! Precisa participar dos dois cursos preparatórios na sua autoescola.

Agora, se você já tem mais tempo de estrada, você já pode começar entrando com os processos para fazer as outras categorias!


Para pedir sua CNH nas categorias “C”, “D” ou “E”, você deve ter habilitação nas categorias anteriores exigidas de pelo menos 1 ano.

Se você já possui habilitação na categoria “B”, pode mudar para “C” ou “D”. Já se você possui CNH na categoria “C”, pode mudar para a “D” ou a “E”. E quem tem habilitação para a categoria “D”, pode entrar com o pedido para fazer parte da categoria “E”.

Exemplificando um pouco esse processo, se você quer fazer sua habilitação na categoria “C”, você deve ter pelo menos 1 ano de habilitação na categoria “B”, e assim por diante.


A partir do momento em que você for aprovado em todos os testes do Detran, está pronto para dirigir!

Mas primeiramente, você receberá sua carteira de habilitação provisória, a conhecida PPD, que se trata de uma permissão para dirigir.

Essa CNH provisória, tem validade de 1 ano, e após esse tempo, se não ocorrer nenhuma infração grave, você está pronto para receber sua CNH definitiva!

Ufa! É um processo longo, não é mesmo? Desde a história da CNH até suas categorias. Mas com certeza, no final de todo esse processo, sua liberdade será conquistada!

CONTATO

(45) 3226-3008

(45) 9 9103-9980

cfcuniversal1997@gmail.com​

 

R. Pres. Juscelino Kubitscheck, 751

Bairro Coqueiral, Cascavel - PR

85807-440

Em frente ao terminal Oeste.

© AUTO ESCOLA UNIVERSAL - Todos os direitos reservados.

Cnpj: 02.262.621/0001-79

Desenvolvido por:

Ativo 7.png